quarta-feira, dezembro 22, 2004

Achei que era importante dizer isto

(F- Francisco, J- Jorge, M- Miguel)

M- Então fazer uma t-shirt com o Che Guevara e ao mesmo tempo com o símbolo da McDonalds!
J- Uau! Isso é fantástico.... é ...... é .....
F- Mas não consegues exprimir por palavras ......
J- Por acaso até sei que existe uma palavra mas não me lembro .... Ah, é dissonante!
F- Não, consonante.
J- Consonante?
M- Sim, consonante!
J- Mas o Che e a McDonalds estão em dissonância....
M- Consonância.
J-?
F- Não, vocês os dois é que tiveram consonância pois tiveram a mesma interpretação.
M- Não, o Che ....
Em uníssono- Já é uma marca!
M- Portanto é consonância.
J- Então nós estávamos em dissonância. E agora estamos todos em consonância.


Moral da história: os meros leitores podem ousar pensar que diferentes autores às vezes estão em dissonância, mas a verdade é que é preciso esperar pelo fim da história para conseguir ver a consonância que sempre lá esteve, mesmo que seja sob a a forma de dissonância.


P.S. - Este post não é um relato e tem, obviamente, erros graves de interpretação pelo autor, o que só enriquece a verdade.

1 comentário:

Anónimo disse...

Foi assim.
Não, não teve nada a ver.
Afinal de contas que poderia ter a ver.
Quer dizer, depende. É consoante.
Sim é isso!

M