sexta-feira, dezembro 31, 2004

Sinceridade Amorosa

O fim do ano não interessa, interessa que vocês mudaram a minha vida, bastante. Eu já era uma pessoa parva, mas com a vossa companhia escrita tornei-me ainda mais neurótico, psicótico e os meus comportamentos obsessivo-compulsivos conseguem alienar cada vez mais pessoas.
Enfim, mas gosto de vocês. Gosto tanto como de sopa de mogangos. Gosto tanto de vocês como apanhar uma diarreia e perder oito quilogramas em dois dias. Gosto tanto de vocês como de vomitar bilis. Gosto tando de vocês como estar tão bêbado e drogado que nem me consigo lembrar o que é que é sexo. Gosto tanto de vocês como de prostitutas cheias de gonorreia e sífilis.
E já que estou numa de declarações explícitas - nesta época deve-se dizer sempre a verdade, 'no matter what' (acho que vi isto num filme) - fiquem sabendo que para o ano vindouro ainda vos vou tratar pior, e vos vou fazer ver em frente a esses olhos vermelhos de quem não sai da frente do computador, que são pessoas que não interessam a ninguém
Mas não me interpretem mal, eu gosto de vocês.
E espero que no próximo ano não vos falte nada; a não ser a saúde, claro está.

2 comentários:

João Vasco disse...

Aquilo que sentes por nós, Buda, NÃO é recíproco.

João Vasco disse...

No Pipismo o Mestre é que aprende com os alunos.
Parabéns!