segunda-feira, junho 05, 2006

A FRAUDE dos irmãos Grimm

Viajando ontem pela feira do livro, verifiquei vários factos Pipistas:

a) A presença do «Livro Incolor do Pipismo» em todo o lado.

b) A presença de livros sobre Astrologia ser mais comum que a presença de livros sobre Espiritualidade Tântrica.

c) O Codigo da Vinci continua um dos livros mais vendidos

z) Existem cerca de 4-6 livros diferentes a denunciar as fraude do «Código da Vinci»

Por muito que considere que o Código da Vinci é um pedaço de arte e literatura Pipista (no sentido em que não o é), não deixo de louvar estas altruístas e cívicas e iniciativas de tentar fazer chegar a toda a gente as fraudes presentes nessa obra de ficção. Ainda por cima porque é uma obra de ficção que vai marcar a Literatura Universal e forma como o Homem se relaciona com o livro, e com a escrita.


Achei a iniciativa tão louvável, que convidei as edições Pipistas a escrever um livro que também denuncia algumas das obras mais populares da Literatura Contemporânea. Está na altura de revelar a FRAUDE dos irmãos Grimm!


A Fraude dos irmãos Grimm - Resumo de alguns exemplos:

O Flautista de Hamelin

1) Tomás Rugaberes, incontornável historiador, não contém a sua indignação: «As pessoas todas falam nessa história do flautista, mas aposto que não sabem que não existe qualquer registo histórico ou algo que se lhe assemelhe, em relação a esses eventos! É pura especulação, sem bases, sem documentos, sem nada!»

2) 7 em cada 8.5 especialistas em psicologia infantil e pedagogia musical para o despertar da sensualidade estão de acordo: «Não é possível encontrar uma música que faça as crianças todas seguir-nos e fazerem o que quisermos. Nós bem tentámos...» , suspiram.


Cinderela

1) Armindo Ferreira é sapateiro de profissão, e não tem dúvidas: «Sapatinhos de Cristal? Eu nunca vi tal coisa!». Isto, apesar dos 47 anos de experiência nessa profissão. Nem Arminido, nem nenhum dos 17 sapateiros com quem falámos. Não ficámos por aí: caso fosse uma técnica regional, a indústria sapateira «Falchotelas» certamente teria ouvido falar, mas Anabela Gonçalves, relações públicas desta empresa, também não hesita: «Se ainda fosse granito... Uma vez fizeram-se uns sapatos de granito, que tem quartzo - que é cristal. Mas Cristal, Cristal, nem pensar. Ficava pesadíssimo! E se fosse leve, partia!»

2) Rogério Mateus, Teólogo de profissão, exalta-se «As Fadas NÃO EXISTEM!! É um crime, uma barbaridade, que se tente enganar as pessoas falando nesses seres imaginários e irreais, fazendo a superstição e a crença bacoca e injustificada prevalecerem sobre o bom senso!! O que existem, isso sim, são Anjos, Arcanjos, Serafins, Querubins, biabretes e almas penadas. Noutro dia um Arcanjo disse-me que o meu colar de prata era muito festivaleiro» acrescenta com um sorriso sonhador.


A Branca de Neve:

g) No Núcleo de Estratégia Simulação e Táctica da Universidade Autónoma e Secreta do Movimento Independentista de Estarreja, o tom é de indignação. Com uma vasta bibiografia nos diversos RPGs, e na literatura subjacente (desde a obra de Tolkien até à de Robalho Pais) Fernando Reialdo grita maais alto: «Os Darfs têm mais constituion, e por isso têm mais HPs!! Se eles fizessem um Roll para o medo, nunca podiam reagir como reagiram à Branca de Neve, e mais tarde à Bruxa - as probabilidades são mínimas. Além de que eles têm spell resistance! E a Branca de Neve não tem barba, porque é que eles a aceitariam na casa deles se nem sequer iam ter vontade de a violar?? Esses Dwarfs da branca de Neve não são Dwarfs, não são nada. Essa história está toda errada!»


O Príncipe Sapo

PI) Não foram encontrados erros nesta história


Hansel e Gretel

1- Hansel dá-nos a confirmação derradeira: «Não, nunca nada disso me aconteceu. O mais que me aconteceu foi perder-me em Berlim, quando ia lá visitar o meu tetra-avô, mas ninguém me capturou para me ir engordando com doces. Mas fiquei muito desiludido com os pássaros, que iam comendo as migalhas que eu ia deixando para poder manter o rasto do caminho de volta. E aquele polícia que me quis fazer passar uma multa por deitar migalhas para o meio do chão. Será que ele não sabe que são biodegradáveis?» Faz uma pausa e continua: «Além disso não tenho nenhuma irmã chamada Gretel! Nem mesmo aquele meu colega da infância que também se chamava Hansel, tinha uma irmã chamada Gretel.»

2- Teodoro Fritos é arquitecto, e tem boas noções de engenharia «Uma casa feita de doces? Poupem-me! Um projecto desses envolvia muitos gastos, nunca estaria ao alcance de uma velha bruxa no meio da floresta, que nem sequer tinha recursos para pagar a uma rede de pedofilia as criancinhas que come depois de engordar. Onde é que ela iria conhecer as técnicas? Quem a ajudava a projectar? Qual a tecnologia usada?? Não me venham com essa conversa!»

3- Por mais que interrogássemos, não houve qualquer pomba, ou qualquer tipo de pássaro, que nos desse qualquer informação relativa ao paradeiro dos pássaros que comeram as migalhas de Hansel e Gretel. Foram interrogados mais de 8 centenas de pássaros...

3 comentários:

Francisco Burnay disse...

É trágico: as migalhas estavam envenenadas... Tenham cuidado com crianças desmazeladas que por detrás da sua aparência ingénua se escondem sádicos carniceiros.

cosmonauta disse...

Então e os 3 porquinhos? O capuchinho vermelho?

João Vasco disse...

Não vais insinuar que isso são fraudes, pois não???

Já agora o 25 de Abril também não aconteceu, nem a Inquisição, nem a descoberta do caminho marítimo para a Índia, nem a beatificação do Lucas Pires!