terça-feira, fevereiro 28, 2006

Carnaval Conceptual

Anda por aí gente a dizer que máscaras originais são máscaras do tipo:

- Pincel com GPS incorporado
- Leucócito Basófilo
- Espiral Medula
- Isaac Rabin
- O Capital

Nada mais falso. Todos os objectos concretos são facilmente personalizáveis. E o que é que poderia ser mais fácil de vestir do que um "personagem". No fundo, é esse o traço comum a todas as máscaras de carnaval. E o facto de continuarmos cegamente a obedecer a este traço só prova a nossa absurda falta de criatividade. A nossa total e completa mesquinhez imaginativa, as nossas patéticas limitações.


Não. Chegou a hora de mudar.
E o Pipismo vem trazer a solução.


A primeira hipótese sugerida foi a dos factos históricos. De cordo com eta sugestão seria original alguém vestir-se de:

-Revolução Francesa
-Advento do Renascentismo
-Queda de Constantinopla
-Invasão da Polónia
-Galileu a apanhar um grande seca na Igreja e pôr-se a reparar no abanar dos candeiros
-A opção, por parte de Durão Barroso, de aceitar o cargo de presidente da Comissão Europeia

Esta hipótese também não é assim tão original. No Carnaval do Rio os cortejos controiem histórias, sendo que cada grupo representa precisamente um evento.


A segunda hipótese sugerida é a dos conceitos. Alguém poderia mascarar-se de:

-Niilismo
-Confucionismo
-Nostalgia
-Promiscuidade
-Paradoxo
-Pipismo

(continua...)

1 comentário:

Ana disse...

Granda moca meu...
LOL