sexta-feira, dezembro 24, 2004

Iconografia Pipista - III

Eis o quadro:



Atentei no que lá está. Os pormenores são essenciais:



Este magníifico resultado surge de uma fantástica descoberta da Termodinâmica.
Se igualarmos o integral volumétrico da densidade volúmica de energia do corpo negro ao integral angular na superfície esférica da potência radiada por este, obeteremos a seguinte igualdade (teorema de Gama):

t * c * T = 4

Eis algo fabuloso!
Isso quer dizer o quê?
Quer dizer que a temperatura de um objecto é inversamente proporcional ao tempo que passou desde que iniciamos a medição?
Quer dizer que as horas variam com a velocidade da luz?
Quer dizer que o comprimento de qualquer objecto vezes a sua temperatura é sempre igual a 4?
Quer dizer que as horas que são dependem da temperatura do objecto que tomamos por referência?
Não meus amigos!
Ao propor todas estas hipóteses (por muito sentido que façam) estamos a ser preconceitosos e a querer fechar os olhos às evidências.
Quer dizer algo de muito mais extraordinário!!
Quer dizer que 4 não é constante.
Daí o lema de João Vasco:

Existe f(x)=4 tal que a sua derivada é diferente de 0.
(formulação simples-diferente da do diagrama)

Meus amigos: o 4 não é constante!!!
É esta aliás mais uma prova de que 4 = 5.

1 comentário:

Vovin disse...

Brilhante!

Quase que bate o Igor Bogdanoff's: "Topological Origin of Inertia"

http://math.ucr.edu/home/baez/bogdanov.html