quinta-feira, setembro 01, 2005

Apologia do Pilavrão (Pi-Rated)

Pida-se!

Pita-se um gajo às 8 da manhã (modo-pi-férias) e acordam-me às 11 e pinta com um telefonema de urgência pi*10^pi.

E pinso eu: "Quem é est@ pirdoso que me anda a pixar o sono?"

Lá atendo:

"*Picejo*, Estou pim?"

"Ah pi tal, fala a Dª Maria Amélia Trã da Silva Pia; está a faltar o impisso P-3.141592653589793-I e o respectivo caPInbo, no seu picesso de mudança de pirso".

"Ok, deixe-me só ir piscar um pipel e láPiz para tomar nota." - dizia enquanto pinsava «já lá espive nos serviços académicos da Upiv. de PIimbra Pi-1.141592653589793 vezes por causa destas pirdas e só agora é que estes pibrões se lembram pisto?.»

"Estou pim? Então faça favor de pizer."

"Então os documentos necessários, são a cerpidão do 12º ano e o núcleo de cadeiras do seu curso acpial."

"Cerpidão... 12º, certo, núcleo de cadeiras... muito obrigado e bom pia."

Pi segundos depois: "Núcleo de cadeiras?! Que piralho é isso?"

"PITA que os PIRIU!!!" - Exclamei quando me apercebi que tinha de de ir à secretapia do PI.S.T., pela 2PiR-ésima vez, buscar um tal dum picumento do qual nunca tinha ouvido na pita da minha vida... e ir pela Piésima vez a PIimbra entregar a pida do pipel...

Nesse momento pive um momento de PIluminação. Enquanto eu me tentava lembrar de pIór Pinsulto pissível (que quando eramos pitos era "Vai para a Pita que te Piriu"), eu fui telepipistado para junto do Grande PiPi. Éramos uno e dos lápios do Grande PiPi saíram, telepipisticamente, estes pinsamentos: "QUANDO PISERDES PINSULTAR ALGUÉM A SÉRIO, LEMBRAI-VOS DESTAS PILAVRAS: «PITAS QUE PIRIRAM OS PIBRÕS DOS PIAIS DOS *Pinserir nome* E TODA A TUA RAÇA DE PIRISITAS»".

Quando voltei a pim, estava tudo um pico enevoado e antes de voltar à consciência, saíu-me dos lápios o seguinte grito a plenos pilmões: "PITAS QUE PIRIRAM OS PIBRÕS DOS PIAIS DOS PIPITISTOCRATAS E TODA A SUA RAÇA DE PIRISITAS".

E já em controlo de pim próprio, tomei a nota mental: "Mais uns para a Pilha".

- Qualquer semelhança deste texto com um de Pítulo semelhante escrito por Piguel Espives Cardoso, é píra coincidência.

5 comentários:

João Vasco disse...

Pida-se!

João Vasco disse...

~Será que verdadeiramente insultoso teria sido mandá-los para a Buda que os pariu?

A questão está lançada!

A Fénix de Schroedinger disse...

Eu não ousaria contrariar o Gnn, mas essa também é bastante insultuosa...

Zombie disse...

Prontos... baixa la a pistola, eu lá deixo o comment 'semi-voluntário'

(traducao para hard pipista: "pintos... pixa la a pipistola, eu pilá pixo o pimment 'sepi-piluntário' ")

Ora ca vai finalmente o comentario (vá nao me pressionem) à fantabulosa saga da apologia do pilavrão:

(traducao para hard pipista:
"pira ca vai pinalmente o pimentário (vá nao me pissionem) à pintabulosa saga da pilogia do pipilavrão")

Que foi? ja parava com esta treta das referencias tradutórias? Tenho de me despaxar se quero continuar espalhar filhos a torto e a direito? Pronto, deixem-me la a perna do meio que eu vou directo ao assunto...

(tradução 'arriscada' para hard pipista:
"Pifoi? ja pirava com esta pireta das piferecias trapitóroas? Tenho de me pixar se quero conpinuar a pilhar filhos a ..." CENSURED)

Depois da pura burocracia argumentativa e aristocrata o COMMENT à "apologia do pilavrao"!!!

COMMENT -> "ya"

Zombie: "ups... tou pidido"

A Fénix de Schroedinger disse...

Keep it up Pink, it's the PiPiPloving Vampires. ;)